Airsoft

Conheça quais foram as armas usadas na segunda guerra mundial

Escrito por Lazer e Aventura

As armas usadas na Segunda Guerra Mundial não apenas causaram destruição por onde passaram, mas também foram responsáveis por um salto tecnológico enorme em todo o mundo.

Durante seis anos, o conflito global assombrou a história da humanidade e foi responsável pela morte de cerca de 60 milhões de pessoas, entre soldados e civis.

Infelizmente, não é possível mudar o passado, e nos resta observar parte desta história. E, como grandes apaixonados por armas, relembrar algumas das mais famosas.

Armas usadas na Segunda Guerra Mundial

Entre 1939 e 1945 milhares de armas e protótipos foram desenvolvidos, alguns muito bizarros e outros incríveis. Muitas tecnologias serviram de referência para a criação de equipamentos que utilizamos em nossas casas, como o forno de micro-ondas, câmeras digitais e os computadores.

Vários desses projetos estavam à frente do seu tempo e não puderam ser construídos na época, devido à falta de tecnologia. Alguns dos projetos que foram desenvolvidos durante a guerra foram bastante eficientes para o seu fim e se tornaram base para armas usadas ainda hoje.

Confira algumas das armas que deixaram marcas na história.

Schwerer Gustav

A Gustav é de longe umas das mais impressionantes e mais poderosas unidades móveis de artilharia já criadas.

Trata-se de um trem com um canhão enorme, acompanhado de um caminhão de 32 metros de comprimento. Ele foi desenvolvido para derrubar alvos gigantes e tinha a capacidade de disparar projéteis com até sete toneladas.

Infelizmente, seu tamanho e poder eram superados por sua fragilidade e dificuldade de locomoção. Poucos exemplares foram fabricados, mas quase nenhum dos alvos atacados por esse monstro sobreviveu para contar a história.

Projeto Zveno

Inicialmente, o Zveno é um avião bombardeiro Tupolev TB-3, com capacidade de carregar armamento pesado e feito para o ataque de alvos terrestres.

O diferencial desse projeto é que, para evitar ser abatido por aviões inimigos, carregava de três a cinco caças acoplados em sua enorme fuselagem. Em caso de ataque, os caças se desprendiam do bombardeiro e faziam a defesa do perímetro.

Fu-Go

O Fu-Go foi um fracasso em termos de eficácia, mas causou um pânico danado na população dos Estados Unidos.

Era um balão de hidrogênio com cerca de 10 m, carregando bombas explosivas e incendiárias durante a noite. Dos 9.000 lançados, apenas 300 chegaram perto de causar algum estrago realmente efetivo.

M1 Garand

Considerado o primeiro fuzil semiautomático utilizado por toda uma infantaria na Segunda Guerra, ele foi responsável por servir de inspiração para armas como o Fuzil AR-14 e a famosa AK-47.

Foram produzidas cerca de 5 milhões de unidades e até hoje é um objeto cobiçado por amantes de armas, principalmente nos Estados Unidos. Pesando pouco mais de 4kg, o M1 tinha um alcance preciso de cerca de 600 m e seu pente tinha capacidade para oito munições.

MG 42

A MG 42 é uma metralhadora de grande porte, fixada por meio de sapatas, utilizando munições 7.62 x 51mm NATO, dispostas em uma grande fita.

Com cerca de 11kg (descarregada) e precisão de até 1.000m, a MG 42 foi muito utilizada, caindo até nas graças dos pracinhas brasileiros, que a apelidaram de “Lurdinha”. O apelido surgiu devido à rápida cadência de tiros da metralhadora que, segundo os soldados, lembrava o modo de falar da noiva ciumenta de um deles.

Fritz X

A Fritz X é considerada a primeira bomba inteligente, pois ela podia ser controlada após se lançamento. Ela foi inventada pelo cientista alemão Max Kramer como uma tentativa de aumentar a precisão das bombas lançadas. Por meio de um controle via ondas de rádio era possível fazer pequenas correções na trajetória da bomba.

O principal ataque dessa bomba foi contra o navio italiano Roma, em setembro de 1943. Quando os Aliados começaram a usar bloqueadores de ondas sonoras tornaram o uso dessa bomba desnecessário, pois perderam o controle sobre ela.

MPP 44 Sturmgewher (STG44)

O Sturmgewher, ou  STG 44, é um fuzil alemão que ficou conhecido como pai dos fuzis de assalto. Ele foi usado como base para diversos outros fuzis, como a AK-47 e FN FAL. Ele era uma arma revolucionária e moderna, pois disparava de 550 a 600 por minuto, evitava o desperdício de munição e tinha uma rajada precisa.

Ela foi desenvolvida para equiparar o poder de fogo alemão com o estadunidense. Os alemães usavam armas de precisão e alcance, enquanto os americanos e russos usavam armas automáticas e semiautomáticas. Como os confrontos estavam ocorrendo com distâncias cada vez menores, surgiu a necessidade de uma arma automática. A STG 44 era extremamente eficiente, mas não foi suficiente para virar a batalha para os alemães.

Silbervogel

O Silbervogel era um avião projetado para carregar bombas de três toneladas sem ser detectado. A ideia era que ele pudesse voar para qualquer lugar do planeta, economizando combustível e que alcançasse a órbita terrestre. O doutor Eugen Sänger trabalhou nesse projeto durante toda a guerra, mas devido à sua complexidade e tecnologia não pode ser concluído.

Ele estava em fase de testes, o motor já havia sido testado em um túnel de vento para simular voos supersônicos, mas um ataque à base do projeto em 1941 o levou ao fim.

M1 Thompson

A submetralhadora Thompson foi projetada por um general americano em 1919, logo após a Primeira Guerra Mundial. Durante a Segunda Guerra surgiu a versão M1 Thompson, com um carregador menor, que comportava menos cartuchos. Com isso, a produção foi simplificada, para ser feita em larga escala, e era mais seguro, com menor propensão a falhas.

Foi uma das armas usadas na guerra pelos americanos, por ser leve, eficaz e fácil de usar. Além dos americanos, os franceses e britânicos também usaram a M1 Thompson. Ela também era conhecida como Tommy Gun ou Chicago Typewriter.

Apesar dos horrores causados pela guerra e por essas armas, é inegável que elas despertam a curiosidade. Observando a história de cada uma podemos descobrir cada vez mais sobre o passado.

Se chegou até aqui, você certamente tem grande interesse por armas ou história. Então, aproveite para deixar um comentário falando o que achou deste artigo e contar sobre outras armas usadas na Segunda Guerra Mundial.

Sobre o autor

Lazer e Aventura

2 comentários

Deixar comentário.

Share This